Fluminense Taça Guanabara 2017
A minimização das taças
10 Abril 15:40
Guerrero Flamengo Maracanã Atlético-PR Libertadores 2017
A ousadia de Zé Ricardo e a vitória no Maracanã: o Fla sai da zona de conforto
13 Abril 00:50

Ferj divulga dois borderôs do Maracanã e prejuízo de Vasco e Fla cresce R$ 160 mil

Maracanã Flamengo Vasco Taça Rio 2017

O borderô divulgado depois pela Ferj: prejuízo dos clubes aumentou em quase R$ 160 mil

A divulgação dos borderôs das partidas da semifinal da Taça Rio foi vítima de uma confusão nesta segunda-feira. Foram divulgados dois documentos sobre a partida entre Vasco e Flamengo, no Maracanã. Entre um e outro, o prejuízo da partida e, consequentemente, dos clubes saltou quase R$ 160 mil. Inicialmente, os documentos publicados no início da tarde somavam um saldo negativo de R$ 600 mil com os dois clássicos do fim de semana. Deste total, o Engenhão teve prejuízo de R$ 337 mil, enquanto o Maracanã acumulara pouco mais de R$ 262 mil no vermelho. Depois, no entanto, o prejuízo do Clássico dos Milhões aumentou para R$ 420 mil. No geral, as semifinais da Taça Rio tiveram o saldo negativo de R$ 757 mil.

Borderô antigo de Vasco x Flamengo

As despesas no Maracanã foram bem maiores, no entanto. O valor no primeiro borderô chegara a quase R$ 1,2 milhão contra R$ 468 mil do Nilton Santos. Depois, os custos de Vasco x Flamengo saltaram a R$ 1,3 milhão no segundo borderô. As rendas permaneceram as mesmas. R$ 932 mil no Maracanã contra R$ 130 mil no Engenhão. Consequência, claro, dos públicos. Enquanto o Clássico dos Milhões contou com 21.895 pagantes, o Clássico Vovô de domingo teve praticamente um terço de torcedores que pagaram por um ingresso: 7.309.

Há outras diferenças, como aluguel do estádio, de R$ 375 mil no Maracanã e R$ 150 mil no Engenhão e despesa operacional. Neste caso, o primeiro borderô de Vasco x Flamengo apontou R$ 454 mil de gastos. Depois, o valor foi retificado para R$ 612 mil. No Engenhão, o custo foi de R$ 119 mil. Com isso, no sábado o Vasco teve prejuízo aumentado de R$ 131 mil para R$ 210 mil enquanto o Flamengo, que optou pelo exame antidoping, amargou R$ 137 mil de prejuízo na primeira versão do borderô e R$ 216 mil na segunda. Já no Engenhão o saldo negativo foi divido de forma igualitária: Botafogo e Fluminense tiveram, cada um, R$ 168 mil de prejuízo. A Ferj, com arrecadação de taxas nos dois jogos, levou R$ 100 mil.

No total, o saldo do Campeonato Carioca continua deficitário para três dos quatro grandes clubes do Rio. O Flamengo é o único no azul, com R$ 620 mil em 14 jogos. Na segunda posição, o Fluminense, com R$ 427 mil negativos em 14 jogos disputados. Em seguida, o Vasco, com prejuízo de R$ 468 mil em 13 jogos. E, com o maior prejuízo, o Botafogo, com R$ 1,5 milhão em 12 jogos disputados.

No primeiro borderô

Estádio Renda líquida Despesas totais Aluguel Custo operacional Pagantes Renda bruta
Maracanã – R$ 262.201,69  R$ 1.194.271,69 R$ 375.000 R$ 454.570,45 21.895 R$ 932.070,00
Engenhão – R$337.762,04 R$ 454.570,45 R$ 150.000 R$ 119.185,00 7.309 R$ 130.320,00

No segundo borderô

Estádio Renda líquida Despesas totais Aluguel Custo operacional Pagantes Renda bruta
Maracanã – R$ 420.366,95  R$ 1.352.436,95 R$ 375.000 R$ 612.735,71 21.895 R$ 932.070,00
Engenhão – R$337.762,04 R$ 454.570,45 R$ 150.000 R$ 119.185,00 7.309 R$ 130.320,00

Os comentários estão encerrados.