Edmundo no Vasco em 1999
De Luis Fabiano a Edmundo: há 18 anos Eurico inscreveu Animal na marra
15 fevereiro 02:39
Rodrigo Pimpão, do Botafogo, contra Colo Colo
Um Botafogo camaleão dá mais um passo na Libertadores
16 fevereiro 00:27

Lateral ou meia? Jorge estreia no Fifa 17

Jorge no Fifa 17

Jorge com a camisa 6 no Fifa 17

Jorge foi apresentado e treinou, mas ainda não estreou pelo Monaco. A não ser no futebol virtual. No Fifa 17, o jogador já está disponível para ser utilizado e, assim como Gabriel Jesus no Manchester City, o Chute Cruzado testou o ex-jogador do Flamengo em um dos simuladores de futebol mais populares.

Aos 20 anos, o jogador figura pela primeira vez no Fifa, uma vez que subiu aos profissionais em 2015, quando o Flamengo já havia assinado um contrato de exclusividade, válido até hoje, com o rival PES. No jogo da EA Sports, Jorge não decepciona. Valem, claro, comparações com Gabriel Jesus. Ao contrário do jovem talento dos Citizens, o lateral figurou apenas uma vez na Seleção Brasileira principal e é pouco conhecido do público europeu. Não há nem mesmo uma foto em seu perfil no jogo. Seu overall é de 72. Parece baixo, mas na prática não é.

Jorge no meio e Mendy na lateral

Se o jogador for em busca de um Jorge que lembre fisicamente o jogador do mundo real, vai se decepcionar. Em seus atributos, o jogador virtual tem altura de 1,83 metro, condizente com o mundo real (1,84m), mas em ação ele parece bem maior do que o normal. Assim como Gabriel Jesus em seu início no City, Jorge nem mesmo figura entre os reservas do líder do Campeonato Francês. O titular é Benjamin Mendy, overall de 78. Para testá-lo, inicialmente a opção foi pragmática. Uma simples troca de Jorge por Mendy no esquema 4-4-2 base do Monaco no PlayStation 4. O adversário escolhido foi o Paris Saint-Germain, em um mata-mata.

No jogo de ida, Jorge apareceu até bem. As passadas largas e o físico robusto do avatar somados ao bom passe permitem ao jogador se destacar em campo, avançando pela ponta esquerda. O time do Monaco, no entanto, tinha dificuldades e Jorge sempre cortava para o meio. A aceleração (82) contribui. O drible (73) também é razoável, embora a lentidão prejudique diantes de marcadores de maior destaque, como Marquinhos. Após sofrer 1 a 0 do PSG em gol de pênalti, o Monaco de Jorge passou para um 4-1-4-1 na segunda etapa. Melhorou o desempenho e empatou em 1 a 1. Jorge se apresentava mais, embora pouco tenha ido à linha de fundo. Similar ao comportamento no mundo real.

Na partida de volta, Jorge mais uma vez iniciou na lateral esquerda, na vaga de Mendy. Mas, desta vez, o time estava no 4-1-4-1 desde o apito inicial. Aí Jorge mostrou sua grande deficiência. A marcação (69) deixou a desejar. E pela frente havia ninguém mais do que o argentino Di María. O camisa 6 sofreu apuros iniciais. Mas, ainda na primeira etapa, Falcao García marcou três gols e definiu o confronto virtual. Mais à vontade no segundo tempo, o momento foi de escalar Jorge no meio de campo ao lado de Moutinho, trazendo Mendy para a lateral. Virtualmente, Jorge parece mais talhado para a função. E desabrochou.

Além de aparecer muito mais no ataque, não sofreu com a deficiência na defesa. Marcava pouco. E num contra-ataque fulminante o ex-lateral do Flamengo recebeu enfiada de Moutinho, avançou pela esquerdo e bateu forte para marcar o quarto gol do Monaco na partida. Um feito até mesmo inesperado para o lateral, ainda que estivesse já no meio de campo. Jorge, então, está aprovado no Fifa 17. Jorge já realizou o sonho europeu, com direito a gol e um baile sobre o poderoso PSG. No modo carreira, o lateral de 20 anos certamente tem potencial para evolução. Boa opção de compra.

Jorge no Fifa 17 Jorge no Fifa 17 Jorge no Fifa 17 Jorge no Fifa 17 Jorge no Fifa 17 Jorge no Fifa 17 Jorge no Fifa 17

Os comentários estão encerrados.