O dilema de Fraldinha e o nascer boleiro do moleque Dudu
04 março 02:24
Fla-Flu Henrique Dourado Guerrero 2017
Na luta do cinza ao colorido, com velocidade e troca de passes, o Fla-Flu volta a valer taça
05 março 02:55

Maracanã, torcida mista, Guerrero e Scarpa: o Fla-Flu já rolou no mundo virtual

Flamengo Fluminense PES 2017

Flamengo foi mandante do primeiro clássico

A indefinição do mundo real jamais existiu no virtual. Sem justiça, sem impedimento de estádios, sem birras e sem violência. Em um mundo com gráficos perfeitos, o Fla-Flu ocorreu no Maracanã, liberado, sem polêmica. Aliás, não apenas um. Foram dois clássicos. Nesta semana, o Chute Cruzado antecipou a decisão da Taça Guanabara no mundo virtual. Como o Flamengo só existe nos games em PES 2017, devido a um contrato de exclusividade, e os jogadores do Fluminense não são licenciados no Fifa 17, a disputa ocorreu no jogo da Konami. Para existir um equilíbrio, jogamos cada partida com um time. O resultado? Você acompanha a seguir e também no vídeo com os melhores momentos acima.

Flamengo Fluminense PES 2017

Guerrero virtual em ação no PES

Dono da melhor campanha na Taça Guanabara do mundo real, o Flamengo teve o direito de ser o mandante do primeiro clássico no mundo virtual. Justamente por ser exclusivo do jogo da japonesa Konami, o time rubro-negro tem um carinho especial. Está bem mais atualizado do que o rival. Mas longe da perfeição. Jorge saiu para o Monaco, mas Trauco não existe. Berrío e Romulo são outros desfalques obrigatórios. Ainda assim, a intenção foi escalar o time mais próximo possível do real. No esquema de 4-2-3-1, Chiquinho deixou a equipe e Pará acabou na lateral esquerda. Rodinei assumiu a direita. Márcio Araújo, sempre ele, voltou ao time titular ao lado de Willian Arão.

Na entrada em campo, a representação no virtual do que deveria ser normal no real. Times entrando juntos em campo, as duas torcidas em festa e mostradas no vídeo. Um simbolismo demonstrado a vários gamers pelo mundo, mas difícil de entender por cartolas e bandidos que utilizam o futebol como desculpa para atos violentos. Mas ao campo. O primeiro jogo teve vantagem do Flamengo. Diante do computador e seu Tricolor bagunçado – Cícero ainda está no time – muito espaço, velocidade com Everton pela esquerda e Mancuello driblador arisco no mundo virtual.

Ainda assim, ao se aproximar da área tricolor, a parada foi dura. Difícil calibrar dribles e chutes um clássico disputado. O gol saiu em jogada de bola parada. Diego cobrou escanteio e Mancuello subiu de cabeça no primeiro pau. 1 a 0 ainda no primeiro tempo. Parecia fácil abrir vantagem. Não foi. Apesar de pouco sofrer riscos, o Flamengo teve pela frente uma boa defesa tricolor e o goleiro Julio Cesar salvou dois gols de Everton e Mancuello, em chutes de longe. Ficou por aí. 1 a 0 magrinho. Daria para o Tricolor recuperar no jogo de vota?

Flu desfalcado com a falta de atualizações

Flamengo Fluminense PES 2017

Henrique é o xerifão do Flu no PES

Na hora de assumir o Fluminense, uma dificuldade. A tentativa seria escalar o time no 4-1-4-1. Mas onde estariam os laterais Lucas e Léo? E a dupla gringa Orejuela e Sornoza? Inexistiam. O jeito foi adaptar. Wellington Silva ainda na lateral direita, William Matheus na esquerda. Douglas de primeiro volante e daí para frente uma festa ofensiva. Marcos Junior, Richarlison, Wellington, Scarpa e Henrique Dourado na frente. A bola rolou e deu para perceber que o 4-1-4-1 ficou um tanto quanto bagunçado. Desta vez o Flamengo também estava desfigurado. Alan Patrick (!) comandava o meio e Diego nem no banco estava. Mas começou melhor e Guerrero perdeu boa chance.

No segundo tempo, melhor tentar organizar o Tricolor virtual em busca da Taça Guanabara. O time espelhou o Flamengo no 4-2-3-1, Richarlison saiu e Pierre entrou no meio. Pena que na primeira jogada o volante deu uma bordoada em Alan Patrick, matou o contra-ataque e levou o amarelo. Ficou preso. O jogo fluiu mais, com os comandos do PES 2017 respondendo mais naturalmente. Tática importa também no mudo virtual, oras.

O Fluminense melhorou e Henrique Dourado ameaçava com chutes fortes após levar a melhor no combate direto com Rever. Em um deles, Muralha deu escanteio. Na cobrança de Scarpa, após bate-rebate na área, Wellington Silva bateu forte para o fundo da rede, abrindo 1 a 0. Tudo igual na Taça Guanabara. Mas restava pouco tempo. Scarpa, de longe, ameaçou. Cirino, com o Rubro-Negro sob o comando da máquina, quase marcou no último lance, mas Julio Cesar salvou. 1 a 0 também no segundo clássico. O vencedor da Taça Guanabara? Ficou, mesmo, para o mundo real neste domingo.

Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017 Flamengo Fluminense PES 2017

Os comentários estão encerrados.